Clipes de percurso

A criação de performances sonoras a partir da conversão de dados tem sido a base da produção do artista digital Ricardo Cutz, fundador do coletivo Hapax. Entre os trabalhos mais recentes do grupo, está a “Série Pode”, que já passou por Brasília, Recife, Brumadinho (Inhotim), São Paulo e Rio de Janeiro. Eles trabalham desde 2007 na criação de um conjunto de softwares para capturar rotas por GPS e transformá-las em MIDI. Isso permite que uma caminhada seja usada para controlar um set de música e/ou vídeo.

Na palestra “Uso do GPS para fazer música”, Cutz falará sobre trabalhos como esse e outros como o  Burro Sem Rabo, que participou do Vivo ARTE.MOV e Impermanência, uma vídeo instalação cujas imagens e sons “flutuam” de acordo com as variações da Bovespa. Não Perca!

Compartilhar

Tags: , , , , , ,

One Response to “Clipes de percurso”

  1. Campus Party 2011 » Blog Archive » Oficina Doc CP Says:
    janeiro 22nd, 2011 at 18:37

    [...] e conseguiram coletar um material em áudio muito interessante. No fim, juntamos esse áudio a uma música feita por GPS pelo Hapax às fotos que os campuseiros e os voluntários da documentação colaborativa poduziram [...]

Leave a Reply

Flickr

Twitter